Tribunal rejeita pedido de prisão do líder da oposição sul-coreana

  • Post author:
  • Post category:Blog

Um tribunal em Seul negou um mandado de prisão contra o líder do principal partido da oposição, Lee Jae-myung, acusado de corrupção. A decisão considerou que não havia justificativa nem necessidade para a detenção, uma vez que não havia risco de fuga ou destruição de provas.

Pouco depois do anúncio, Lee agradeceu ao tribunal por ter “demonstrado claramente que é o último bastião dos direitos humanos”. O político de 58 anos havia realizado uma greve de fome de 24 dias em protesto contra as políticas do governo, que ele acusa de prejudicar a ordem democrática ao endurecer as leis contra os meios de comunicação e ao permitir a liberação da água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar.

Críticos afirmam que a greve de fome de Lee foi uma tentativa de desviar a atenção das acusações de corrupção contra ele. Ele é acusado de ser responsável pela perda de cerca de 20 mil milhões de won (aproximadamente 14 milhões de euros) pela autarquia de Seongnam, após cancelar abruptamente um plano de construção de habitações sociais e permitir que um promotor privado assumisse o projeto.

Fonte