Portugal em alerta: tráfico de seres humanos, armas e droga ameaçam o país

O tráfico de seres humanos, armas e droga são as principais ameaças criminosas em Portugal, de acordo com um relatório divulgado pela Iniciativa Global Contra o Crime Organizado Transnacional. O relatório também destaca riscos na criminalidade económico-financeira e no cibercrime. Portugal é principalmente um país de destino para o tráfico de seres humanos, com a exploração laboral sendo a forma mais comum desse crime. Além disso, o país também é uma “ponte” na rota da América Latina para a Europa, com esse tipo de criminalidade sendo subnotificada.

O relatório revela que a maioria das vítimas menores são rapazes da Roménia, sendo explorados principalmente para adoção, trabalho, mendicidade ou sexo. Já as vítimas adultas são principalmente provenientes de países africanos. No entanto, também é destacado o contrabando de migrantes do sul da Ásia, Europa de Leste e América do Sul.

O relatório também aponta que a continuação do tráfico de seres humanos em Portugal é possibilitada pela identificação inadequada das vítimas, práticas ilícitas das agências de emprego e recrutamento temporário, e disseminação de falsas promessas feitas às vítimas. As redes criminosas transnacionais, especialmente as da Europa de Leste, são os principais atores nessa atividade, e tanto os atores nacionais quanto estrangeiros se beneficiam disso. O relatório também menciona um aumento significativo da fraude de documentos nos controlos nas fronteiras.

Fonte