MP acusa quatro militares da GNR de homicídio em coautoria no Pinhal Novo: Novas revelações chocantes no caso

  • Post author:
  • Post category:Blog

O Ministério Público acusou quatro militares da GNR de homicídio, em coautoria, de Alcindo Gomes, de 62 anos, durante uma operação tática em dezembro de 2021, no Pinhal Novo, concelho de Palmela, distrito de Setúbal. Os acusados são o Tenente-Coronel Marco Gonçalves, o Tenente-Coronel António Quadrado, o Tenente Henrique Silva e o Cabo Nuno Rodrigues. Segundo o despacho de acusação, os militares utilizaram um recurso letal quando poderiam ter utilizado outros meios para conseguir a rendição voluntária de Alcindo Gomes. O documento ressalta que os arguidos tinham à disposição diversos recursos, como cães, carro blindado, negociadores e um total de 66 militares da GNR, além de outros recursos que poderiam ter sido solicitados para o local. A operação teve início por volta das 10:45 do dia 7 de dezembro de 2021, quando vários elementos da GNR foram à residência de Alcindo Gomes para cumprir um mandado de busca, que visava principalmente a apreensão de armas de fogo e munições na casa do mesmo.

Fonte