Ministério Público previamente advertiu sobre comportamento “psicótico” do suspeito de tiroteio em Roterdão

A justiça neerlandesa descreveu o comportamento do homem suspeito de matar três pessoas em dois tiroteios em Roterdão como “psicótico” e “preocupante”. Segundo o The Guardian, as autoridades holandesas já tinham alertado o hospital da universidade de Erasmus sobre o comportamento do suspeito no início do ano. O Ministério Público dos Países Baixos enviou um email denunciando o comportamento “preocupante” e “psicótico” do homem de 32 anos, relatando episódios em que ele se deitava seminu no jardim de sua casa enquanto ria de forma maníaca. Além disso, foram encontradas imagens de pessoas sendo esfaqueadas e propaganda de extrema-direita em seu telemóvel.

Fonte