Marcelo apela a uma abordagem mais ambiciosa no combate ao desperdício alimentar

Marcelo Rebelo de Sousa discursou no encerramento de um encontro organizado pelo Movimento Unidos contra o Desperdício, em Lisboa, para marcar o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar. O Presidente da República destacou que Portugal desperdiçou 1,89 milhões de toneladas de alimentos em 2020, com cada português a desperdiçar em média 183 quilos. Portugal é o quarto país da União Europeia que mais desperdiça comida por pessoa, ficando quase 60 quilos acima da média europeia. Além disso, existem cerca de 400 mil pessoas com carências alimentares no país. Marcelo Rebelo de Sousa enfatizou a importância de cada indivíduo ter mais ambição na luta contra o desperdício alimentar, referindo que a maioria do desperdício ocorre em casa. No âmbito político-legislativo, destacou a existência de uma estratégia nacional de combate ao desperdício alimentar desde 2018 e um novo regulamento que entrará em vigor no próximo ano. O Presidente da República também apoiou a afirmação do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, de que o desperdício alimentar é uma afronta moral num mundo onde ainda existem 860 milhões de pessoas que passam fome. Marcelo Rebelo de Sousa salientou a importância de cada pessoa se empenhar em fazer a diferença no seu quotidiano, adotando um imperativo ético no combate ao desperdício alimentar.

Fonte