Dois meses depois da descoberta das ossadas de Émile, mistério persiste sem certidão de óbito

Resumo: Mistério persiste sobre as ossadas de Émile

As ossadas de Émile, o bebé de dois anos desaparecido em França, foram encontradas há dois meses, mas a certidão de óbito ainda não foi redigida. As investigações continuam em andamento e as análises aos restos mortais e às roupas do bebé ainda não foram concluídas.

O procurador do Ministério Público de Aix-en-Provence afirmou que, até ao momento, não há justificação para qualquer comunicação sobre o caso. O crânio de Émile foi encontrado numa floresta e os restos mortais foram levados para análise, sem mais informações desde então.

A família de Émile continua sem respostas sobre o que realmente aconteceu com a criança. Poucos acreditam na teoria de que tenha sido um acidente que levou o bebé a escapar à vigilância dos avós. O mistério em torno do caso persiste, sem que haja uma conclusão definitiva até agora.

Fonte