Dezenas de pessoas dormem no chão à espera de senha na Loja do Cidadão: Sindicato dos Registos e Notariado aponta o dedo ao Governo.

O Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e do Notariado expressou sua indignação em relação às longas filas de atendimento nos serviços, com pessoas pernoitando nos locais. Eles se queixaram da “autismo e arrogância” do governo em resolver o problema. A notícia de que dezenas de pessoas dormiram ao relento para conseguir uma senha da Loja do Cidadão em Lisboa foi o motivo dessa posição do sindicato. Segundo o sindicato, essa situação é um cenário terceiro-mundista na capital do país, onde os cidadãos têm que dormir na porta de uma Loja do Cidadão para tentar obter uma senha para serem atendidos nos serviços do Instituto de Registos e Notariado (IRN). O sindicato tem alertado para esse tipo de fenômeno, juntamente com outras questões, como filas intermináveis de espera e atrasos na disponibilização de serviços aos cidadãos e empresas. Essa situação piorou com o recente fechamento de várias Conservatórias.

Fonte