Declarações de IRS de 2022 entregues dentro do prazo aumentam para quase 6 milhões

IRS

– A campanha de IRS de 2022 terminou, em 30 de junho, com quase seis milhões de declarações entregues, um aumento de 245.648 submetidas dentro do prazo, face ao ano passado, informou hoje o Ministério das Finanças.


“Até 30 de junho de 2023, o último dia do prazo de entrega das declarações de IRS referentes aos rendimentos de 2022, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já tinha recebido 5.970.244 declarações”, informou o Governo, em comunicado, acrescentando que “face ao ano passado, registaram-se mais 245.648 declarações entregues dentro do prazo”.


Segundo a AT, 30% das declarações foram submetidas através do IRS automático e 70% de forma manual.


A análise e liquidação das declarações continua nos próximos meses, refere o Ministério das Finanças.


Até 04 de julho, a AT tinha liquidado mais de 5,2 milhões das declarações entregues até àquele dia, o que representa quase mais 100.000 do que em igual período da campanha do ano passado.


Daquelas, cerca de 2,7 milhões corresponderam a reembolsos de IRS, num valor total de cerca de 2.770 milhões de euros, mais cerca de 149 milhões de euros quando comparado com o ano passado.


Foram ainda emitidas cerca de 940.000 notas de cobrança, num total de cerca de 1,8 milhões de euros, sendo as restantes nulas, ou seja, não havendo lugar a reembolso ou pagamento de IRS.


O prazo médio de pagamento de todos os reembolsos efetuados por transferência bancária situou-se nos 19,5 dias, sendo que os contribuintes que entregaram o IRS automático beneficiaram de um prazo médio de pagamento de reembolso de 16 dias.