Costa diz que houve “um mal-entendido” de Zelensky sobre adesão à NATO

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que houve um mal-entendido do Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, sobre a vontade que a Aliança Atlântica tem de um dia acolher o país como Estado-membro.

– O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que houve um mal-entendido do Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, sobre a vontade que a Aliança Atlântica tem de um dia acolher o país como Estado-membro.


“Houve, seguramente, um momento de mal-entendido visto que a declaração, obviamente, resulta de um convite que existe, e a reafirmação de todos que a Ucrânia possa ser membro logo que possível, pressupõe naturalmente um convite”, afirmou António Costa, em declarações aos jornalistas no final da Cimeira da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), em Vilnius, na Lituânia.


No entanto, o primeiro-ministro ressalvou que a adesão da Ucrânia à NATO só vai ser possível “quando as condições estiverem reunidas”.