Caso EDP: Salgado submete-se a perícia com possíveis implicações em futuros processos

Ricardo Salgado, antigo presidente do BES, realizou um conjunto de exames no Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) de Coimbra. Segundo uma fonte judicial, os resultados desses exames têm valor de perícia neste processo específico. No entanto, o relatório da perícia pode eventualmente ser utilizado como prova documental em outros processos que envolvem Ricardo Salgado, como o caso Universo Espírito Santo e o processo separado da Operação Marquês. A defesa do ex-banqueiro invocou o diagnóstico de Doença de Alzheimer como justificação para a realização da perícia neurológica.

Ricardo Salgado compareceu nas instalações do INMLCF acompanhado pela sua mulher e a perícia durou cerca de quatro horas. Ainda não há informações sobre quando serão apresentados os resultados. A defesa de Ricardo Salgado recusou fazer comentários sobre a realização da perícia neurológica.

Os advogados do antigo presidente do BES solicitaram que o julgamento só se iniciasse após a realização da perícia, mas o tribunal rejeitou esse pedido. O julgamento está marcado para o dia 3 de outubro, no Juízo Central Criminal de Lisboa.

Ricardo Salgado será julgado no Caso EDP por corrupção ativa para ato ilícito, corrupção ativa e branqueamento de capitais. Também são arguidos neste processo o ex-ministro da Economia Manuel Pinho e a sua mulher, Alexandra Pinho, ambos acusados de diversos crimes, como corrupção passiva e fraude fiscal.

Fonte