Aprovação da Lei do Tabaco com dois votos contra e 14 abstenções do PS: O que isso significa para Portugal?

O parlamento aprovou, esta sexta-feira, a lei do tabaco, que estabelece o reforço do combate ao tabagismo, baixando à comissão de Saúde. Na bancada socialista, houve 14 abstenções e dois votos contra das deputadas Isabel Moreira e Alexandra Leitão. O Chega, Iniciativa Liberal e Bloco de Esquerda votaram contra e o PSD, PCP, Livre e o PAN abstiveram-se. A proposta do Governo equipara o tabaco tradicional ao aquecido, aperta o cerco à venda em máquinas automáticas e interdita o fumo ao ar livre junto de escolas, faculdades ou hospitais. Na quinta-feira, perante os jornalistas, na Assembleia da República, o líder parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias, assegurou a aprovação na generalidade da proposta, apesar de haver liberdade de voto na bancada e alguns deputados socialistas se manifestarem contra.

Fonte